Dentes do Bebé – cuidados e dicas

dentinhosEntre o sexto e o oitavo mês de vida, os dentinhos do bebé começam a nascer. Depois que o primeiro dentinho desponta, nascem novos dentinhos a cada mês, mais ou menos. Claro que a velocidade e ordem de nascimento dos dentes varia de bebé para bebé, mas é mais comum que os dentes incisivos centrais inferiores apareçam por primeiro, seguidos dos incisivos inferiores laterais, superiores centrais e laterais e por último os molares. O nascimento dos dentes continua até que o bebé tenha 20 dentinhos de leite, normalmente no trigésimo mês de vida.

Você saberá quando os dentinhos começarem a nascer: gengivas do bebé doloridas e inflamadas, um pouco de febre passageira, irritação do bebé, dificuldade em dormir e às vezes a perda de apetite. O bebé em fase de dentição fica inquieto e pode, às vezes, acordar frequentemente durante a noite. O desconforto e a dor do nascimento dos dentes são causadas pela pressão que os dentinhos exercem sobre a gengiva, rompendo as membranas. As bochechas podem ficar avermelhadas e seu bebé estará estimulado a morder e mastigar objectos.

Mas como fazer para aliviar o bebé nesta fase? Aqui vão algumas dicas preciosas:

1. Pomadas anestésicas
Para aliviar a coceira e dor na gengiva do bebé, pode-se utilizar pomadas que contenham anestésicos tipo lidocaína ou benzocaína. Estas pomadas podem ser passadas levemente nas gengivas do bebé. Mas claro, peça para o médico pediatra da criança as melhores recomendações de uso.

2. Tratamentos naturais
O óleo de cravo-da-índia é uma boa dica para a anestesia da gengiva – age rapidamente nas gengivas doloridas. Atua como anestésico natural e tem um sabor agradável. Deve ser utilizado com parcimónia, pois pode causar bolhas na gengiva. Para que o óleo não fique muito forte para o bebé, mistura uma gota de óleo de cravo a 1 ou 2 colheres de sopa de óleo de açafroa. Com o dedo higienizado ou cotonete, massageie a gengiva com a mistura.

Você pode ainda utilizar o pó de raiz de alcaçuz. Também é calmante. Misture uma cerca de 1/8 de colher de chá deste pó em um pouco de água, suficiente para formar uma pasta, e deite delicadamente a mistura nas gengivas do bebé.

3. Homeopatia
Elementos homeopáticos também ajudam nesta fase. Por exemplo a Chamomilla, que é útil para aqueles bebés que têm gengivas que sangram e estão avermelhadas e inchadas. Este bebé sente-se mal durante à noite e está irritável facilmente. A Chamomilla 6CH (centesimal Hahnemaniana, medida de diluição do medicamento) é indicada para este bebé. Calcarea carbonica 9CH ajuda àqueles bebés com dentição tardia.

4. Mordedores
O mordedor torna-se o melhor amigo do bebé nesta fase. Estes normalmente têm um formato e material ideal para massagear as gengivas sem que as machuque. Isso alivia a coceira. Os mordedores são feitos de materiais que podem ser esterilizados sem problemas. Alguns têm até um gel que faz com que os mordedores fiquem frescos (deixe o mordedor por um tempo no frigorífico). O mordedor fresco é melhor ainda, pois o frio ajuda a anestesiar as gengivas.

5. Alimentação
A partir dos seis meses, introduz-se alimentos novos na dieta do bebé. É bom que os pais aumentem a consistência dos alimentos dados ao bebé, pois assim ele aprenderá a mastigar e isso ainda ajudará a aliviar a coceira na gengiva. Dê ao seu bebé bebidas e alimentos frios e mais durinhos quando ele estiver com muita coceira. Isso tudo massageia a gengiva, causando alívio.

Mas claro, sempre consulte um médico antes de tomar as providências. Quando o primeiro dentinho aparecer, pode fazer uma consulta com um dentista. Assim ele poderá dar as melhores dicas de como lidar com esta fase tão delicada e excitante para o bebé. E nunca esqueça da higiene bucal do bebé! Evite as cáries e acostume seu bebé desde já com a higiene bucal apropriada.

Tags: , , ,

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Deixe um comentário.